Saúde Esportiva - Saúde, Nutrição, Estética, Beleza

Adolescentes na Academia de Ginástica

Quem pensa que só os mais velhos e os que estão fora de forma vão à academia, está muito enganado: os adolescentes estão invadindo a musculação, para deixar os músculos definidos e perder as gordurinhas.

Nos meses em que predominam temperaturas mais baixas aumenta-se a ingestão de massas, pães e doces. Esses excessos calóricos resultam no aumento de peso e no aparecimento de gorduras localizadas em corpos de todas as idades. Para recuperar a boa forma, os parques, quadras e academias começam a ficar lotados daqueles que não querem fazer feio no verão. Quase todos os freqüentadores têm o mesmo objetivo: conseguir perder peso em pouco tempo.

Nessa hora todo cuidado é pouco, afinal, excesso pode ser sinônimo de luxações e outros problemas para o organismo, especialmente para os adolescentes. Segundo o ortopedista do Hospital VITA Curitiba, Dr. Emerson Zanoni, os adolescentes devem fazer musculação somente após o término da fase de crescimento e maturidade esquelética, por volta dos 16 ou 17 anos. "Jovens com menos de 16 anos devem fazer outros tipos de atividades físicas, como esportes, caminhadas ou natação", sugere.

Os problemas mais comuns que podem surgir em adolescentes devido ao excesso na academia são luxações, lesões articulares, tendinite e até mesmo alterações no crescimento ósseo. Mas não são apenas os jovens que sofrem por abusar dos pesos: muitos adultos desrespeitam os próprios limites. Exercícios feitos de maneira inadequada acabam causando traumas articulares em locais como ombro, tornozelo e joelho, distensões e fraturas mais graves.

De acordo com o Dr. Luciano Pacheco, ortopedista do Hospital VITA Curitiba, é fundamental fazer uma avaliação adequada antes de iniciar os exercícios, principalmente quando se está há muito tempo parado. "É importante consultar um cardiologista e um ortopedista para saber quais exercícios são recomendados e com qual intensidade realizá-los", orienta. Fazer um bom alongamento também é essencial.

Na hora de praticar exercícios, é preciso ter bom-senso. "Cada indivíduo tem um limite que sempre deve ser respeitado", reforça o Dr. Pacheco. Dr. Zanoni completa: "Fazer exercício é importante e benéfico. As pessoas devem fazer o que gostam, mas sempre tendo em mente os limites do próprio corpo".

Fonte: ID EXPRESSA
Fone: (41) 3029-4031
E-mail: expressacomunicacao@terra.com.br
Contato: Thiago


Leitura adicional:
Academia de Ginástica - Como escolher Academias
Musculação para a criança e adolescente
Puxada por trás não lesiona - Exercicios de musculação



Exercícios físicos

Item Exercícios físicos e atividade física na terceira idade

Item Hidroterapia garante qualidade de vida para a terceira idade

Item História dos Jogos Olímpicos da Antiguidade

Item Esteróides anabolizantes - O que são, uso, efeitos

Item Atletas e lesões na pele

Item Ginástica Laboral

Item Anabolizantes

Item Curves e mulheres na terceira idade

Item Qual a Vida Útil do Esportista

Item Lesões de academia

Item Pilates na Gravidez

Item Sedentarismo - Não seja sedentário

Item Não confunda Aquecimento com Alongamento

Item Atividade Física X Transtornos de Humor

Item Atividade Física e Bem-estar pessoal

Item Atleta olímpico

Item Ácido lático X Fadiga muscular

Item Nado sincronizado X Gasto energético

Item Respiração & Performance

Item Como escolher academia de ginática

Item Musculação na terceira idade

Item Avaliação Física

Item Zona Alvo de Treinamento

Item Academia de ginástica em condomínios

Item Fisicamente ativo sim, malhação demais não

Item Esportistas e Proteção da Pele

Item Pilates

Item Deep Running

Item Adolescentes na Academia de Ginástica

Item Como evitar lesões durante corrida de rua

Item Quando só malhar não resolve

Item Cálcio e Atividade Física

Item Diabetes x Atividade Física


Saúde Esportiva - © 2007-2015 Helio Fontes - Política de privacidade
Email para contato