Saúde Esportiva - Saúde, Nutrição, Estética, Beleza

Atletas e lesões na pele

Suor excessivo e lesões típicas da prática esportiva abrem caminho para patologias que podem colocar o atleta no banco.

Os profissionais do esporte são mais propensos a desenvolver lesões na pele. Isso é resultado dos movimentos repetitivos, treinamentos prolongados, exposição ao sol, excesso de umidade e contato físico direto com outros atletas. "Problemas dermatológicos podem parecer inofensivos. Contudo, nos casos dos atletas, chegam a prejudicar o investimento de anos, comprometendo até mesmo a participação e o desempenho em competições", destaca o médico Gilvan Alves, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Comparado à maioria das pessoas, os atletas já saem em desvantagem por conta do suor. "A transpiração deixa a pele mais fina e reduz a barreira cutânea", descreve Dr. Gilvan. Além disso, apresentam pequenas lesões na pele por conta da própria atividade, o que facilita o acesso de bactérias e fungos, com o conseqüente desenvolvimento de patologias dermatológicas. "O contato com equipamentos contaminados e atletas infectados é fator destacável", complementa o dermatologista.

Entre as alterações mais detectadas na prática diária, Dr. Gilvan destaca as infecções causadas por fungos, que são muito comuns entre os atletas. Os fungos são os causadores das micoses, que se apresentam como lesões descamativas, que podem aparecer no couro cabeludo, pescoço, axilas, virilhas e pés. Geralmente o indivíduo queixa-se de coceira de maior ou menor intensidade.

Uma das atitudes que o atleta deve adotar para evitar problemas mais sérios é o auto-exame da pele. "Trata-se de um procedimento simples, no qual o indivíduo procura verificar se possui sinal de lesão dermatológica. Diante de qualquer sintoma, mesmo que simples como vermelhidão ou coceira, o ideal é procurar dermatologista", conclui Dr. Gilvan.

Cuidados que o atleta deve ter para evitar lesões dermatológicas:

* Mantenha equipamentos adequadamente higienizados;
* Cubra lesões com curativos;
* Evite contato físico com outros atletas, caso tenham lesões dermatológicas expostas;
* Use meias e calçados apropriados para evitar bolhas e calos;
* Caso seja nadador, use touca e óculos sempre;
* Caso sua modalidade implique em exposição ao sol, use filtro solar com fator mínimo de proteção 15, reaplicando o produto a cada 2 horas.

Créditos:
Carla Furtado
Agência Athena
(61) 3326 2066 e 8473 3509
Com Thais Assunção (9803 0011)
Home-page: www.editoriadesaude.com.br


Leitura adicional:
Cuidados com a pele
Envelhecimento da pele e nutrição



Exercícios físicos

Item Exercícios físicos e atividade física na terceira idade

Item Hidroterapia garante qualidade de vida para a terceira idade

Item História dos Jogos Olímpicos da Antiguidade

Item Esteróides anabolizantes - O que são, uso, efeitos

Item Atletas e lesões na pele

Item Ginástica Laboral

Item Anabolizantes

Item Curves e mulheres na terceira idade

Item Qual a Vida Útil do Esportista

Item Lesões de academia

Item Pilates na Gravidez

Item Sedentarismo - Não seja sedentário

Item Não confunda Aquecimento com Alongamento

Item Atividade Física X Transtornos de Humor

Item Atividade Física e Bem-estar pessoal

Item Atleta olímpico

Item Ácido lático X Fadiga muscular

Item Nado sincronizado X Gasto energético

Item Respiração & Performance

Item Como escolher academia de ginática

Item Musculação na terceira idade

Item Avaliação Física

Item Zona Alvo de Treinamento

Item Academia de ginástica em condomínios

Item Fisicamente ativo sim, malhação demais não

Item Esportistas e Proteção da Pele

Item Pilates

Item Deep Running

Item Adolescentes na Academia de Ginástica

Item Como evitar lesões durante corrida de rua

Item Quando só malhar não resolve

Item Cálcio e Atividade Física

Item Diabetes x Atividade Física


Saúde Esportiva - © 2007-2015 Helio Fontes - Política de privacidade
Email para contato