Saúde Esportiva - Saúde, Nutrição, Estética, Beleza

Dieta da Zona 40 30 30

O que é a dieta da zona

A dieta da zona é um plano alimentar popularizada pelo livro do bioquímico Barry Sears, que defendia balancear carboidratos , proteínas e gorduras na taxa de 4-4-3. A dieta da zona não é primariamente para emagrecimento, embora possa ser usada para esse propósito.

Teoria da dieta da zona

A dieta da zona centraliza-se na taxa 40-30-30 de calorias obtidas diariamente de carboidratos, proteínas e gorduras, respectivamente. A fórmula exata está sempre sob debate, mas estudos nos últimos anos têm mostrado que ela pode proporcionar emagrecimento em taxas razoáveis.

A "zona" é o termo utilizado por Sears para o equilíbrio hormonal apropriado. Quando os níveis de insulina não estão muito altos nem baixos, e os níveis de glucanon (hormônio importante no metabolismo dos carboidratos) não estão muito altos, então químicos anti-inflamatórios específicos são liberados. Sears defende que a taxa de 40-30 de proteínas para carboidratos engatilha esse efeito, o qual chama de "a zona". Sears afirma que esses anti-inflamatórios naturais são benéficos para a saúde e o coração.

Adicionalmente, o corpo humano em equilíbrio calórico seria mais eficiente e não teria que armazenar excesso de calorias em gordura. O corpo humano não pode armazenar e queimar gordura ao mesmo tempo, e Sears acredita que leva tempo para mudar do armazenamento para a queima.

Outro ponto na dieta da zona introduzido em seus livros mais recentes é a ingestão de proporção apropriada de ácidos graxos Omega-3 e Omega-6.

Comparação da dieta da zona com as dietas de poucos carboidratos

A dieta da zona pode ser enquadrada como uma dieta de poucos carboidratos. Ela não é tão restritiva quanto à ingestão total de carboidratos como outras dietas de poucos carboidratos (dieta de Atkins, por exemplo), que tornaram-se populares em 2003 e 2004. Sears defende que essas outras dietas ignoram a importância do equilíbrio hormonal, assim como a influência do balanceamento da alimentação para a digestão e produção de hormônios.

Críticas à dieta da zona

A American Heart Association não recomenda a dieta da zona devido à grande quantidade de proteínas, falta de nutrientes essenciais, e pouca informação sobre efeitos a longo prazo. Porém, a classificação da dieta da zona como de "muitas proteínas" pode ser imprecisa, uma vez que ela não aumenta o consumo de proteína acima de uma dieta americana típica.

Alguns especialistas em dietas, incluindo ex-colegas de Sears, são críticos em relação às suas conclusões a partir de evidências científicas, alegando que ele distorceu ou exagerou o significado de grande parte das pesquisas. Eles apontam que não foi feito nenhum estudo direto para verificar as conclusões da dieta da zona.

Créditos:
Tradução: © 2008, Hélio Augusto Ferreira Fontes

Este artigo está licenciado sob a GNU Free Documentation License (www.gnu.org/copyleft/fdl.html). Usa material do artigo da Wikipédia "Zone_diet" (http://en.wikipedia.org/wiki/Zone_diet).


Leitura adicional:
Dieta da Zona - 40-30-30



Dietas

Item Dieta para diabéticos

Item Dieta da Zona 40 30 30

Item Dietas das proteínas

Item Dieta de South Beach

Item Dieta do Tipo Sanguíneo - Dieta do tipo de sangue A, B, O

Item Dieta de Atkins

Item Dieta Anti-celulite

Item Dieta equilibrada e alimentação balanceada

Item Perigos das Dietas sem Orientação

Item Dieta do Mediterrâneo


Saúde Esportiva - © 2007-2015 Helio Fontes - Política de privacidade
Email para contato