Saúde Esportiva - Saúde, Nutrição, Estética, Beleza

HPV

Segundo Dra. Janyara Teixeira de Souza e Silva, oncologista clínica do Ceon, a incidência do HPV está cada vez maior entre os jovens. Apesar da forte campanha de prevenção às DST’s e Aids, as informações sobre HPV ficam diluídas entre tantos dados relacionados às demais doenças sexualmente transmissíveis.

Sintomas e tratamento - Os principais sintomas do HPV são: sangramento vaginal, corrimento e dor. O tratamento adequado para cada caso deve ser avaliado e orientado por um médico. Na maioria das vezes visa a remoção das lesões (verrugas, condilomas). Os tratamentos disponíveis são locais (cáusticos, quimioterápicos, cauterização etc.). O retorno da doença pode ocorrer com freqüência, mesmo com o tratamento adequado. Eventualmente, as lesões desaparecem espontaneamente. Não existe ainda um medicamento que erradique o vírus, mas a cura da infecção pode ocorrer por ação dos mecanismos de defesa do organismo.

A transmissão do HPV pode ser através do contacto sexual íntimo (vaginal, anal e oral). Mesmo que não ocorra penetração vaginal ou anal o vírus pode ser transmitido. Eventualmente uma criança pode ser infectada pela mãe doente, durante o parto. Pode ocorrer também, embora mais raramente, contaminação por outras vias que não a sexual: em banheiros, saunas, instrumental ginecológico, uso comum de roupas íntimas, toalhas etc. O HPV é um vírus que não está só na região do pênis e da vagina. Também se manifesta em região que pode não estar coberta pela camisinha, promovendo a contaminação.

O HPV também afeta os homens, mas, geralmente, as infecções regridem espontaneamente antes do aparecimento de qualquer lesão. Quando há verrugas no pênis, elas devem ser removidas. O problema é que mesmo quando as lesões não aparecem, o homem pode transmitir o vírus para a sua parceira.

Vale ressaltar que o período de incubação pode durar de semanas a anos. Como não é conhecido o tempo que o vírus pode permanecer no estado latente e quais os fatores que desencadeiam o aparecimento das lesões, não é possível estabelecer o intervalo mínimo entre a contaminação e o desenvolvimento das lesões, que pode ser de algumas semanas a até anos ou décadas.

A prevenção primária do câncer do colo do útero pode ser realizada através do uso de preservativos durante a relação sexual. A prática do sexo seguro é uma das formas de evitar o contágio pelo HPV.

Jovens com HPV – Quando o jovem “fica” com diferentes pessoas de forma desprotegida, o risco de ter a infecção pelo HPV aumenta e, com isso, a possibilidade do câncer. O câncer de colo do útero pode levar de 10 a 15 anos para se manifestar. Muito antes do desenvolvimento de lesões mais graves, é possível tratar e controlar a infecção com exames periódicos.

Medicamento - Um novo medicamento chega ao mercado para prevenir o papilomavírus humanos (HPV) e o câncer uterino. A vacina GARDASIL pode ser encontrada em várias clínicas de Brasília. O medicamento foi testado em milhares de mulheres de diferentes países e produz anticorpos específicos contra cada subtipo de HPV. “A proteção contra a infecção vai depender da quantidade de anticorpos produzidos pelo indivíduo vacinado”, explica Dra. Janyara.

A vacina é indicada para a prevenção de câncer, lesões pré-cancerosas ou displásicas, verrugas genitais e infecção causada pelos subtipos 6, 11, 16 e 18 do HPV. “Deve ser aplicada em mulheres na faixa etária de 9 a 26 anos em 3 doses, seguindo as recomendações médicas”, complementa a oncologista.

Créditos:
Dra. Janyara Teixeira de Souza e Silva, oncologista clínica do Centro Especializado em Oncologia e Hematologia – Ceon.
Assessoria de Comunicação: ED Comunicação - www.edcomunicacao.com.br
Jornalista responsável: Elizangela Dezincourt (1222/PA)
Contatos: com Karina Prezzi e Gabrielle Nascimento
Telefones: (61) 3233-0463 /8422-2615 / 7814-0069


Leitura adicional:
Infecção HPV - Papilomavírus Humano
Uso da camisinha e comportamento sexual seguro



Sexo e saúde

Item Herpes genital - Como prevenir

Item Herpes Genital - O que é, transmissão, sintomas, tratamento, cura

Item Sífilis secundária e primária - Sintomas, transmissão, tratamento

Item Gonorréia

Item Barriga e impotência sexual

Item DST - Doenças sexualmente transmissíveis

Item Fratura no pênis

Item Levitra ® tem mais rápido inicio de ação

Item Doença de peyronie - Curvatura exagerada do pênis

Item Tratamentos para disfunção erétil - Injeções, próteses penianas

Item HPV

Item HIV e AIDS - Educação sexual e prevenção

Item Beijo na boca e risco de doenças - Herpes labial

Item Camisinha contra DSTs e AIDS

Item Disfunção Erétil e Arteriosclerose

Item Educação sexual e sexualidade da mulher

Item Sexo e dor de cabeça

Item Viagra X Adolescência

Item Vida Sexual depois dos 50

Item Voz bonita e Vida Sexual

Item Viagra - Entre o Coração e a Ereção

Item Candidíase vaginal


Saúde Esportiva - © 2007-2015 Helio Fontes - Política de privacidade
Email para contato