Saúde Esportiva - Saúde, Nutrição, Estética, Beleza

Peeling - Tratamento ideal no Inverno

O inverno vem pela frente e com ele a necessidade de maior intensificação dos cuidados com a pele, principalmente aquelas pessoas que querem uma renovação intensa da mesma, buscando rejuvenescimento e uma aparência mais saudável. É o momento de recorrer aos vários métodos de peeling, procedimento terapêutico que renova a epiderme nos diversos níveis de sua estratificação, com previsibilidade, seguido de cicatrização ideal. E para tal, existem vários níveis de descamação da pele que podem ocorrer, dependendo da substância ou processo utilizado nos consultórios dermatológicos e, claro, da necessidade de cada pele. Há sempre um tipo de peeling para cada tipo de problema, pele e idade.

Todos os métodos existentes hoje, dividem-se em três formas de peelings: os mecânicos (utilizam-se grânulos e lixas de diversas origens); Físicos (com Lasers de todos os tipos e Crioterapia ou terapia pelo frio, onde usa-se a Neve Carbônica e o Nitrogênio Líquido) e os mais antigos e conhecidos peelings Químicos.

Os peeling são conhecidos desde a Antiguidade, quando Cleópatra banhava-se com leite azedo (ácido lático) e mulheres da Idade Média usavam vinho azedo (ácido tartárico) para promover uma pele limpa, acetinada e rosada. Mas, somente a partir do fim de 1800, foram utilizados por médicos dermatologistas de forma científica para tratamento da pele com substâncias como Ácido salicílico, Resorcinol, Fenol e Ácido Tricloroacético (ATA). Hoje são divididos em Peelings químicos Superficiais, Médios e Profundos, de acordo com o nível que atingem na espessura da pele. Isso determinará uma menor ou maior renovação da pele. Saiba como são, para que servem e qual sua evolução.

PEELINGS QUÍMICOS E SUPERFICIAIS

São os que determinam uma aplicação sucessiva que pode variar de 7 dias a 1mês; não necessitam de nenhum tipo de anestesia; as complicações médicas são raras e têm indicação nas peles com Acne, algum tipo de manchas leves e envelhecimento discretíssimo, que pode ocorrer já a partir dos 30 anos de idade. As substâncias envolvidas mais comuns são: ATA, Ácido Salicílico, Ácido Retinóico e Ácido Glicólico.

Durante a aplicação no consultório dermatológico, pode haver um leve ardor tolerável e discreta vermelhidão, dependendo da substância em questão. Nos 3 a 4 dias subseqüentes, uma descamação aceitável, corrigida com hidratantes e o uso imperativo do filtro solar, elemento obrigatório na recuperação de todos os tipos de peelings. Novidade nessa área, principalmente para quem quer eliminar manchas e rejuvenescer, é o método Melanin Care que utilizo na Clínica: consiste no uso de 2 tipos de cremes despigmentantes de uso diário pelo paciente em casa, associados a realização de 4 a 5 peelings, de realização semanal na Clínica. Não esquecendo da manutenção dos resultados, que deve ser obtida com a não exposição solar e o uso correto de Filtros solares de excelente qualidade.

PEELINGS QUÍMICOS MÉDIOS

De aplicação semestral, já podem necessitar de algum tipo de anestesia, dependendo da tolerabilidade à dor de cada um, desde um creme anestésico passado 30 minutos à 1 hora antes, até sedação leve ou bloqueio anestésico da área a ser tratada. As complicações do método são também raras, mas pode haver um aumento mais pronunciado das manchas ou vermelhidão prolongada da pele. Mas, o mais importante é para os que apresentam Herpes no local a ser feito o peeling, pois não devem esquecer de referir isso ao seu médico, pela possível reativação da infecção logo após a realização do mesmo. Aquelas peles que apresentam um envelhecimento mais pronunciado, com sardas e manchas se beneficiam muito bem com o peeling químico. As substâncias envolvidas são: ATA mais potente do que é usado nos peelings superficiais e Fenol sem oclusão, isto é, sem cobrir com nenhum tipo de curativo a região tratada com essa substância. A recuperação das peles nesses casos se dará em média em 10 dias, pois existe a formação de uma crosta de aspecto amarronzado, que se destacará nesse período e dará lugar a uma pele avermelhada, que paulatinamente retornará em um mês ao seu estado natural.

PEELING QUÉMICO PROFUNDO

Sempre efetuado sob sedação, com algum tipo de anestesia local ou geral, é mais indicado para aquelas peles bem claras e que tenham um grau acentuado de envelhecimento e manchas, a partir dos 50 a 60 anos de idade. O ideal é que seja feito em condições onde haja monitoração cardíaca da pessoa que está sendo submetida ao peeling pelas possíveis complicações com a absorção da substância que é utilizada sob oclusão: o Fenol. Ele será aplicado sobre a pele e deixado com curativo por 24 a 48 horas, quando então é removido e haverá um inchaço e eliminação importantes de líquidos pela pele, seguidos por formação de uma crosta grossa e marrom que terá seu destacamento total numa média de 15 dias. Na seqüência, uma vermelhidão ocorrerá por no mínimo 2 a 3 meses após a data da realização do peeling.

Como essas dicas você já está apto a entender o que o seu médico dermatologista terá a lhe oferecer como tratamento de pele e peeling químico neste inverno, momento ideal, pois os dias mais frios garantem uma recuperação mais rápida, com menos riscos de gerar manchas e de inchaço.

Lembramos que em questão de saúde e beleza da pele, não existe mágica e sim tecnologia e cientificidade adequadas a cada pessoa. Mas atenção: somente o médico dermatologista, profissional em quem você deposita total confiança e admiração pode ser o responsável pela melhor indicação, realização e seguimento do seu tratamento em busca da juventude.

Fonte: Profa. Dra. ANA CRISTINA FASANELLA, Cirurgiã Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Cirúrgia Dermatólogica e do Grupo Brasileiro de Melanoma.

Créditos: CLAUDETE COTRIM - surpress@terra.com.br
SURPRESS COMUNICAÇÃO


Leitura adicional:
Peeling
Rugas



Estética

Item Celulite - Causas e tratamento

Item Tratamento de varizes com cirurgia vascular

Item Cicatrizes - Como evitar cicatriz e quelóides

Item Blefaroplastia

Item Ultrashape

Item Abdominoplastia e lipoabdominoplastia

Item Estrias

Item Rinoplastia - Cirurgia plástica do nariz

Item Carboxiterapia aquecida contra celulite

Item Bioplastia e seus riscos

Item Orelha de abano e cirurgia para correção

Item BOTOX ® - Nova tendência é a a individualização

Item Varizes

Item BOTOX ® - Toxina botulínica

Item Gordura localizada - pneuzinhos, barriguinha e culote

Item Olheiras podem ser tratadas

Item Cirurgia Plástica - 13 dicas

Item Drenagem Linfática - Mitos e verdades

Item Vaidade Masculina

Item Pêlos no rosto das mulheres

Item Barbear Saudável

Item Mãos sem manchas e bem tratadas

Item Tatuagem - Tatuagens sem riscos

Item Peeling - Tratamento ideal no Inverno

Item Seios turbinados - prótese de silicone

Item Quando Beleza é caso de Saúde

Item Otimismo: a fonte da juventude

Item Injeções de glicose e aplicações de laser

Item Peeling para peles maduras

Item Clínicas de estética e beleza

Item Estética masculina

Item Cirurgia Plástica Infantil

Item Métodos de depilação - Como eliminar os pêlos

Item Máscaras à base de frutas

Item Laser com injeções de glicose - eliminar veias e secar vasos

Item Drenagem linfática

Item Tratamentos Estéticos Masculinos

Item Mamoplastia Redutora

Item Olhos - Excesso de pele, bolsas de gordura e pés-de-galinha

Item Por que as Pernas incham no Verão?

Item Cuidados com a Maquiagem

Item Estética masculina

Item Mãos e Unhas

Item Otoplastia - Cirugia Plástica das Orelhas

Item Escova Progressiva e Riscos à Saúde

Item Cirurgia Plástica - Antes vem a Auto-estima

Item Bumbum Empinado - Gluteoplastia

Item Salão de Beleza


Saúde Esportiva - © 2007-2015 Helio Fontes - Política de privacidade
Email para contato