Saúde Esportiva - Saúde, Nutrição, Estética, Beleza

Sal e hipertensão

O grande vilão da hipertensão não é o sal acrescentado no preparo dos alimentos e, sim, aquele presente nos alimentos processados e industrializados

A cada ano, aumenta o número de óbitos no Brasil por doença arterial coronária (DAC). Nos últimos levantamentos da OMS foram registrados aproximandamente 300 mil mortes por ano, isto é, a cada dois minutos, ocorre um óbito em função desta doença. Estudos da OMS revelam, ainda, que a DAC cresce anualmente devido ao inadequado controle dos principais fatores de risco cardiovasculares como a hipertensão, diabete e o aumento do colesterol.

Segundo o cardiologista e especialista em hipertensão arterial do HCor - Hospital do Coração, Celso Amodeo, é muito importante controlar os fatores de riscos bem como evitar o consumo em excesso de alimentos processados, embutidos e industrializados. "Os jovens que consomem muitos produtos processados (com alto teor de sal) e alguns tipos de fast food, apresentam maior risco de desenvolver hipertensão arterial, pois trocam os alimentos naturais pelos industrializados. E quando se alimentam adequadamente abusam dos saleiros disponíveis nas mesas, o que favorece o aumento da pressão arterial", explica Amodeo.

Estudos mostram que entre as populações que consomem pouco sal, a pressão arterial não aumenta conforme a idade. Portanto, fica evidente a necessidade de orientar a população, além de educar as crianças para consumirem pouco sal desde pequenos. Atualmente, o sal é consumido numa quantidade duas vezes maior do que o recomendado pelos médicos (4 a 6g) distribuídos por todas as refeições. Ao contrário disso, consome-se em média, cerca de 12 a 15 gramas por dia, chegando a uma quantidade superior em alguns estados nordestinos. "Por isso, a pressão alta atinge em torno de 25% a 30% da população adulta, podendo chegar a mais de 50% na população mais idosa", acrescentou o cardiologista.

A hipertensão - que atinge cerca de 30% da população brasileira e aumenta progressivamente com a idade -, chegando a mais de 50% após os 60 anos, também aumenta em quatro vezes os riscos de doenças arteriais coronárias quando comparado às mulheres com pressão arterial normal. Em indivíduos com predisposição genética e estilo de vida inadequado (sedentarismo, dieta hipersódica, hipercalórica e hipergordurosa) a doença se dá mais precocemente e com características de maior resistência ao tratamento. Havendo um acompanhamento médico e uma dieta adequada pode-se prevenir ou retardar o desenvolvimento da doença.

Recomendações: segundo dr. Amodeo, é importante evitar os alimentos enlatados (ervilhas, massa de tomate, etc), embutidos (salame, salsicha, entre outros), envidrados (palmito, azeitona e molhos em geral), queijos e pães. Todos estes alimentos contêm sódio (composição do sal de cozinha) e a elevada ingestão dele faz o organismo reter mais líquidos, podendo levar ao aumento da pressão sangüínea e causar a hipertensão - responsável por infarto e acidente vascular cerebral -, além de afetar os rins.

Recomenda-se a utilização do sal somente no preparo dos alimentos, mas com moderação, e retirar os saleiros da mesa. A medida diária de sal fica em torno de 4 a 6 gramas por dia. No tratamento não medicamentoso, as medidas comprovadamente eficazes no controle à hipertensão são: atividade física, dieta com pouco sal, dietas ricas em potássio, eliminação de álcool e tabaco e perda de pes

O que é hipertensão: A hipertensão é o nome que se dá ao aumento excessivo da pressão arterial - doença multifatorial que é desenvolvida dependendo da integração de fatores genéticos e ambientais. Um indivíduo pode nascer com uma predisposição genética para o desenvolvimento da doença. Ter ou não a hipertensão, em uma fase mais precoce na vida e com maior gravidade, vai depender da interação dessa predisposição genética com o estilo de vida adotado. Se o estilo de vida for adequado, mesmo com a predisposição genética, a doença poderá não se manisfestar ao longo da vida.

Créditos:
Data da inclusão: 30/01/2008
Empresa: TARGET
Fone: (11) 3063-0477
E-mail: claudia@targetsp.com.br
Fax: (11) 3082-0772
Contato: Cláudia Rozembrá


Leitura adicional:
Pressão alta ou hipertensão arterial
Comer menos sal e sódio - Dieta hiposódica



Patologias e Alimentação

Item Listeriose - O que é a infecção por Listeria

Item Prisão de ventre - O que é, causas, como prevenir

Item Colesterol alto em crianças

Item Saúde dos Ossos - Cálcio e Atividades Físicas

Item Diarréia

Item Salmonelose - Infecção por salmonella

Item Sal e hipertensão

Item Alergia e Intolerância Alimentar

Item Suplementos vitamínicos beneficiam o organismo

Item Osteoporose - Cálcio e Vitamina D

Item Alimentação saudável pode prevenir depressão na terceira idade

Item Iodo e Doenças de Tireóide
Item Alimentos, Massa Óssea e Osteoporose

Item Fitoestrógenos - Fitoquímicos para os Pulmões

Item Degeneração macular e catarata x luteína e a zeaxantina

Item Hiperatividade infantil e nutrição

Item Gripe - Declare guerra às vilãs do Inverno

Item Intoxicações Alimentares

Item Isotônicos para casos de diarréia

Item Salmonela

Item Farinha de manga e índices de glicemia

Item Alergia ao Glúten

Item Dor de cabeça e alimentação

Item Leite de soja, bom colesterol e doenças coronarianas

Item Síndrome do Olho Seco e Ômega 3

Item Ácido Úrico e Gota

Item Erva-mate contra aterosclerose

Item Vitamina A - Beta-caroteno - Riscos da Suplementação

Item Vitamina A na Alimentação

Item Chá Verde contra o Câncer


Saúde Esportiva - © 2007-2015 Helio Fontes - Política de privacidade
Email para contato