Saúde Esportiva - Saúde, Nutrição, Estética, Beleza

Terapia hormonal e câncer de mama

Desde 2002, quando um ensaio clínico realizado nos Estados Unidos que analisava os riscos e os benefícios da Terapia Hormonal (ou somente TH) para a mulher na pós-menopausa foi interrompido, pois demonstrou leve aumento da incidência de câncer de mama após cinco anos de tratamento em usuárias de estrogênios e progestogênios, muitas mulheres ficaram com dúvidas sobre a segurança da TH. Na ocasião, vários especialistas renomados no mundo todo fizeram inúmeras críticas ao estudo, dizendo que as pacientes não deviam paralisar o tratamento, pois seus benefícios superam os riscos.

"A eficácia da TH no alívio dos sintomas da menopausa (como ondas de calor, suores noturnos, irritação, ressecamento da vagina etc), bem como a melhora do humor depressivo e da função sexual, além da manutenção da massa óssea, são consagrados pelas sociedades americana, européia e latino-americana. A população não deveria deixar-se influenciar por informações inverídicas e sensacionalistas. Deve procurar sempre a orientação médica quando as dúvidas aparecerem", alerta o Prof. Dr. Jorge Nahás Neto, co-reponsável pelo ambulatório de Climatério da Faculdade de Medicina de Botucatu - Unesp e Professor da Pós-Graduação em Ginecologia da mesma instituição.

Segundo ele, a média de idade das pacientes (63,2 anos) submetidas ao estudo norte-americano foi considerada muito alta; foi utilizado apenas um tipo de tratamento, uma dose de medicamento e uma única via de administração (via oral). "Além disso, recentemente, foi publicado pela mesma revista que publicou o estudo anterior, o JAMA (Journal American Medical Association), o braço do estudo que envolveu mulheres usuárias somente de estrogênios naturais por 7,1 anos. Esse estudo demonstrou que houve menor incidência de câncer de mama comparativamente com as não usuárias", afirma o médico.

Segundo o Dr. Hugo Maia Filho, diretor de pesquisas do CEPARH (Centro de Pesquisa e Assistência em Reprodução Humana) e Diretor Científico da SOBRAGE (Sociedade Brasileira de Ginecologia Endócrina), em Salvador (BA), a relação entre a TH e o câncer de mama apresenta pontos controversos. "Acreditamos que os estrogênios presentes na circulação sangüínea da mulher possam ser protetores das mamas e não causadores do câncer", afirma o médico. Estrogênio é o hormônio básico feminino, que durante a menopausa a mulher deixa de produzir, o que traz incômodos para aproximadamente 75% dos casos. Para manter sua saúde física e emocional, a mulher tem a opção de repor os hormônios que lhe garantem saúde e vitalidade.

O Dr. Hugo Maia explica que "as células tumorais do câncer de mama produzem seu próprio estrogênio, independentemente dos níveis desse hormônio na circulação. Contudo, se os estrogênios circulantes causassem câncer de mama, sua incidência seria maior na pré-menopausa e não na pós-menopausa, quando os níveis de estrogênio são menores". Por isso, "o tratamento de TH deve ser indicado logo no início da menopausa, pois assim os sintomas são tratados precocemente, os benefícios são maiores e os riscos são menores", afirma o médico.

Tratamento individualizado

Muitos dos efeitos benéficos e adversos da terapia estão relacionados à dose hormonal, por isso, a tendência é que elas sejam reduzidas, de forma a trazer perspectivas para diminuir os riscos do tratamento. De acordo com a Sociedade Brasileira de Climatério - Sobrac ainda não há um consenso sobre o tempo em que a TH deve ser mantida, mas a continuação ou interrupção depende de criteriosa análise da relação risco/benefício. O tratamento deve ser individualizado, pois é preciso acompanhar a manutenção dos benefícios, a melhora da qualidade de vida e o aparecimento de efeitos adversos. A preferência da mulher em continuar ou não o tratamento é um item importante a ser considerado.

É importante salientar também que não devem utilizar a reposição hormonal mulheres com sangramento e hemorragia genital não elucidados, com antecedentes pessoais de câncer de mama, doença tromboembólica recorrente, doença hepática ativa e portadoras de porfiria (distúrbio provocado por deficiências de enzimas), segundo orientações da Sobrac.

Para levar informação atualizada para as consumidoras sobre o tema, a Libbs Farmacêutica, um dos principais fabricantes nacionais de medicamentos utilizados em TH, mantém um site na Internet (www.sabermulher.com.br) que esclarece as principais dúvidas sobre menopausa e terapia hormonal.

Créditos:
Sobre a Libbs
Presente no mercado de medicamentos éticos desde 1958, a Libbs Farmacêutica tem 903 funcionários, opera duas fábricas, uma no bairro da Pompéia e outra na cidade de Embu, em São Paulo. Distribuindo medicamentos em todo o País, e faturando cerca de 340 milhões de reais por ano (dados de 2005, publicados pelo IMS), a empresa é um dos poucos laboratórios farmacêuticos no Brasil que mantêm uma unidade industrial de química fina para produção de insumos para a indústria farmacêutica. A empresa atua nas áreas ginecológica, cardiovascular, neuropsiquiátrica, gastroenterológica, respiratória, dermatológica e oncológica. Os produtos mais vendidos atualmente são: Diminut (contraceptivo), Libiam (reposição hormonal), Ancoron (antiarrítmico), Cebrilin (antidepressivo), Finalop (tratamento e prevenção da calvície masculina), entre outros.

Fontes sugeridas para entrevistas:

Dr. Hugo Maia Filho, professor do Departamento de Ginecologia da Faculdade de Medicina da UFBA (Universidade Federal da Bahia) e diretor de pesquisas do CEPARH (Centro de Pesquisa e Assistência em Reprodução Humana), em Salvador (BA).

Dr. Jorge Nahás Neto, co-reponsável pelo ambulatório de Climatério da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP e Professor da Pós-Graduação em Ginecologia da mesma instituição.

Dados da Notícia:
Data da inclusão: 07/02/2007
Empresa: SEGMENTO COMUNICAÇÃO INTEGRADA
Fone: (11) 3039-5655
E-mail: carolprieto@segmentocomunicacao.com.br
Contato: Ana Carolina Prieto


Leitura adicional:
Terapia de reposição hormonal na menopausa
Reposição hormonal e risco de câncer de mama
Câncer de Mama - diagnóstico e tratamento



Mulher

Item Câncer de mama - Tratamento

Item Câncer de mama - Testes e diagnóstico

Item Câncer de mama - O que é

Item Herpes genital e gravidez

Item Toxoplasmose e gravidez

Item Infecções urinárias recorrentes em mulheres e infecção urinária na gravidez

Item Cirurgia de mama

Item Importância do azeite para gestantes

Item Cálcio para quem toma Pílula Anticoncepcional

Item TPM e Nutrição Clínica Funcional

Item Anorexia - Mulheres são 9 vezes mais atingidas

Item HPV e risco de câncer de colo de útero

Item Gravidez tardia

Item Depressão - Mulheres são mais suscetíveis

Item Terapia hormonal e câncer de mama

Item Sutiã apertado e problemas para a saúde

Item Yoga na Gravidez

Item Menopausa

Item Pisando bem de Salto Alto

Item Menopausa e reposição hormonal

Item Saúde da Mulher de todas as idades

Item Coração de Mulher


Saúde Esportiva - © 2007-2015 Helio Fontes - Política de privacidade
Email para contato